terça-feira, 30 de setembro de 2008

Cruz, Reconhecimento e Destino


Cruz , Reconhecimento e Destino...

O que estas palavras têm a ver uma com a outra???
Olhando para Jesus , o nosso exemplo perfeito do que é ser filho de Deus, vemos que a Bíblia nos fala que Ele foi obediente até a morte e morte de cruz.
Também podemos observar no episódio do Getsêmani, onde o Senhor chega a suar sangue devido ao seu desespero, e pede ao Pai que se possível afaste dele aquele "cálice", mas que ao final de tudo fosse feita a soberana vontade do Pai.
Em Lucas 9 18 a 23 , é relatado o momento em que Pedro teve a revelação de quem Jesus era:O Cristo, O Filho do Deus vivo... após isso ter acontecido , atente para o fato de que Jesus começa a falar para os discípulos abertamente sobre a necessidade dele ir para a cruz.
Fica claro ao ler os textos que Jesus sabia que seu destino era a cruz. Essa era a boa , perfeita e agradável vontade do Pai para Ele, e Ele obedeceu!
Ao carregar a cruz, Jesus como homem, precisou de ajuda, muitas vezes em nossa vida, necessitamos de conselhos, referenciais, enfim, apoio de outros quando "a coisa aperta" especialmente, da mesma forma que Arão e Hur ajudaram Moisés (Êx 17:12), contamos com a ajuda das pessoas pois a verdade é que ninguém vence sozinho, mas a cruz era dele, e em dado momento, Ele estava só, e sentindo-se tão só que até perguntou ao Pai: "Porque me abandonaste??"
Sabemos que Ele sentiu naquele momento o vazio do homem separado de Deus por causa do pecado que Ele, o Justo , estava levando sobre si. Mas uma lição que podemos tirar daqui é que por mais que contemos com amigos, família, nossa liderança e até desconhecidos que Deus coloca em nossa caminhada, quem tem que encarar o nosso destino somos nós,
"Há algo preparado para cada um dos filhos de Deus e descobrir isso, é descobrir quem somos no Reino."
(A unção de Deus basicamente vem sobre cada um de nós a fim de nos capacitar a fazer o que Deus deseja que façamos. A unção é uma só, mas cada um de nós é diferente, é como quando vamos tirar a impressão digital, a tinta do carimbo é a mesma, mas não há nenhuma digital sequer que seja idêntica.Assim também é o desejo do Pai , que cada um seja peculiar dentro do seu chamado e no seu relacinamento com Ele. Falo algo com muito amor, hoje infelizmente em nosso meio há muita "pirataria ministerial" e isso acontece porque como filhos muitos de nós ainda não descobrimos o quanto Deus nos ama nas nossas peculiaridades, que Ele criou.)
Lucas 23:35, mostra que no momento da crucificação, quando Jesus estava como cordeiro sendo morto por nós, ele foi desafiado , e foi colocada à prova justamente a sua identidade de ungido, aquilo que o Espírito Santo havia revelado a Pedro(pois Cristo , significa O ungido) .Naquele momento Jesus poderia ter usado a unção, o poder que estavam sobre Ele para ser reconhecido como o Cristo, mas Ele escolheu se entregar e ir até o fim para cumprir seu destino.
O perigo da unção é quando queremos ser reconhecidos e utilizamos a unção em benefício próprio.Muitas vezes agimos assim, porque na verdade não sabemos quem somos e precisamos provar para nós mesmos e para as outras pessoas, que somos os "filhos ungidos" de Deus.Se isso acontece , essa soberba nos levará à queda, colocando em risco a realização do plano de Deus para nós.
Acho interessante que em Êxodo 30:37 e 38 está escrito a respeito do perfume que Deus mandou fazer : "Porém o incenso que fareis conforme essa composição, não o fareis para vós mesmos; santo será para o SENHOR."
O Senhor mandou fazer um incenso aromático, e deixou bem claro que aquilo não poderia ser feito para uso pessoal, mas era separado para o Senhor.
Assim é a unção de Deus nas nossas vidas, não podemos fazer as coisas para nosso próprio prazer, para nosso próprio benefício.
Há muitas teorias acerca do que significa "tomar a sua cruz" para seguir a Jesus, mas entendo que para Jesus a cruz representava a vontade do Pai, representava seu destino em Deus.

"Se Jesus , sendo tudo o que Ele era, quisesse ser reconhecido diante dos homens, ele provavelmente não teria ido para a cruz, e isso significa, que Ele não teria cumprido o seu destino. "
Porém Jesus sabia quem era, e não tinha o orgulho de querer mostrar isso para ninguém.A convicção de Jesus, vinha do próprio Pai que disse : Tu és meu filho amado em quem me comprazo! (Luc 3:21,22)
É lindo analisar o contexto dentro do qual o Pai falou isso para Jesus. Neste momento Jesus ainda não havia "iniciado seu ministério", Ele foi ao Jordão a fim de se batizar, no batismo de João, seu primo, sendo que Jesus era Santo e não tinha do que se arrepender.
Alí nas águas daquele rio, as pessoas confessavam seus pecados publicamente e e eram batizadas, ao ser batizado Jesus tomou sobre os nossos pecados, os pecados que Ele pregou na cruz. Ou seja, parafraseando, Deus disse :"Filho eu me alegro com tua vida, você sabe qual é seu destino!"
Temos que ouvir do próprio Senhor qual é nosso destino Nele, não espere que essa revelação venha através de "um profeta", o Pai quer falar diretamente com seus filhos.E isso vai gerar em nós uma certeza que ninguém poderá tirar.

"Se nossa expectativa está em ouvir das pessoas, é porque ainda há em nós o desejo de sermos reconhecidos por elas!"
Filipenses 2 diz que Ele abriu mão da Sua glória, se esvaziou , e o que essa palavra nos diz é que deve haver em nós o mesmo sentimento que houve em Jesus, e que o levou a fazer isso.
Precisamos sondar nossas motivações , pois elas moverão nossas ações, dirigindo-nos para a cruz, a vontade do Pai, ou para a busca da vontade e da glória pessoal.
Como aconteceu com Cristo, o Pai o exaltou, e aqueles que se humilham serão exaltados no devido tempo pelo Pai.
Que Deus cure nosso interior, tirando de nós toda necessidade de sermos reconhecidos,que Deus nos revele quem somos e nos faça convictos da nossa filiação e do nosso chamado, que Ele nos dê um coração como o de Jesus, para que possamos trilhar o caminho que Jesus trilhou, e sermos filhos que vão corresponder com os sonhos do Pai nessa geração, filhos à imagem de Jesus, que vão ver com os olhos do Pai e fazer a vontade Dele!

2 comentários:

Roberta de Castro disse...

Amiga, amei o texto, mto bom...
Eita pastora...
Bjs e te amo!

Rodrigo Cornacini disse...

Muito legal e edificante, Dani. Continue escrevendo mais! Que Deus te unja cada vez mais para Seus propósitos.
Rodrigo C. Ferreira

Deus te abençoe!!

Obrigada pela visita ao meu blog, comente, indique, volte sempre!